Idioma:

  • O nosso futuro sob o olhar dos jovens

    DATA: 17/04/2018

    Publicado por: Odebrecht S.A.

    Jovens participantes do programa Jovem Parceiros. O que nossos jovens pensam e como as suas ideias ajudarão nas reflexões sobre o futuro do Grupo Odebrecht

    Cerca de 80 jovens parceiros (JPs) do Grupo se reuniram no Edifício Odebrecht São Paulo na segunda-feira, 9/4, para um dia de conhecimento, reflexão e integração.

    O objetivo foi promover a troca de experiências, criar laços de parceria entre os participantes e reforçar a mensagem sobre a capacidade que os jovens têm de influenciar o ambiente empresarial, integrando-se aos valores do Grupo e conceitos de trabalho.

    A agenda do evento também reservou momentos de interação com líderes da holding e dos Negócios, contribuindo para que os JPs desenvolvam uma visão de Grupo.

     

    Uma dinâmica para pensar o futuro
    Durante o encontro, os JPs receberam uma missão especial: inspirar os líderes refletindo sobre o futuro do Grupo Odebrecht. A dinâmica reuniu uma grande diversidade de ideias, que serão consolidadas como a contribuição desta nova geração e apresentadas em breve, pelos próprios JPs, ao Diretor Presidente da Odebrecht S.A., Luciano Guidolin, e aos RAFs da Odebrecht S.A..

    Conversa com líderes – Marcela Drehmer, RAF Finanças e Investimentos, compartilha com os jovens suas experiências e aprendizados de vida e carreira

     

    Conversa com líderes – Luciano Guidolin, Diretor Presidente do Grupo, apresenta os principais desafios superados, as prioridades de seu Programa de Ação e convida os jovens a contribuírem com ideias para a Odebrecht do futuro

     

    Conversa com líderes, Fabio Januário, LN da OEC, fala sobre sua trajetória de vida e carreira no Grupo Odebrecht, destacando os principais desafios da Engenharia no momento

     

    Conversa com líderes – Daniel Villar, RAF Planejamento e Pessoas da Odebrecht S.A., fala sobre o papel da holding como arquiteta estratégica, tendo como eixo central de atuação: cultura e políticas

     

    Talk show
    Um dos pontos altos do encontro foi o talk show com a participação de integrantes que hoje lideram PAs bastante desafiadores nos Negócios do Grupo Odebrecht.

    Ludmila Lavigne, da OR; Clarice Romariz, da Ocyan; Ana Carolina Farias, da Rota das Bandeiras; Gustavo Sergi, da Braskem e Marcelo Annes, da Atvos foram os líderes convidados para compartilhar os caminhos de carreira que percorreram, seus aprendizados e conquistas.

    O momento tornou-se um bate papo profundo e verdadeiro, cheio de lições aprendidas, empatia e trocas de experiências.

    Ludmila Lavigne, da OR; Clarice Romariz, da Ocyan; Ana Carolina Farias, da Rota das Bandeiras; Gustavo Sergi, da Braskem e Marcelo Annes, da Atvos, compartilham seus desafios e conquistas como jovens líderes com programa estratégicos no Grupo


    E o que pensa esta nova geração?

    Conversamos com alguns JPs e compartilhamos, a seguir, um pouco do exercício de reflexão e ideias que surgiram no encontro. Confira!

    Maria Beatriz Motta. Idade: 24 anos. Empresa: Braskem – Químicos 3 (ABC – SP). Área: Planejamento de Operações. Tempo de casa: 1 ano e 6 meses.

    O que me motiva a fazer o que eu faço?

    “A possibilidade de aprender, crescer e me desenvolver, tanto pessoal quanto profissionalmente, fazendo o que eu amo, em uma organização repleta de oportunidades”

    Felipe Fernandes Menezes. Idade: 24 anos. Empresa: Ocyan. Área: atualmente trabalha offshore no navio sonda ODN II (NS-42) que está operando na Bacia de Campos – RJ. Tempo de casa: 1 ano e 9 meses

    Quais são os valores que eu tenho em comum com o lugar que trabalho?

    “Valores como o espírito de servir, a humildade e o comprometimento, sem dúvida, fazem parte da minha essência e, desde o início da minha história de trabalho aqui, foram fundamentais para a criação de um sentimento de paixão pelo meu trabalho”.

    Arthur Nishikawa. Idade: 27 anos. Empresa: Braskem – São Paulo. Área: Inteligência de mercado global. Tempo de casa: 10 meses

    Qual o impacto do trabalho que eu faço na sociedade e no mundo?

    “Nossas análises serão usadas pelos líderes para que eles possam ter os melhores dados para tomar uma decisão. Pensando de uma forma mais ampla, vejo o nosso trabalho ajudando a diminuir o desemprego e a melhorar a vida das pessoas”

    Gabriela Dantas. Idade: 28 anos. Empresa: OR – Pernambuco. Área: Comercial & Marketing. Tempo de casa: 10 meses

    Quais os impactos que tendências de tecnologia e mercado em geral podem ter em uma empresa como esta?

     “O Grupo se mostra cada vez mais preparado para as mudanças nas relações de trabalho e na sociedade. Aplicando efetivamente as novas políticas de conformidade, valorizando pessoas e reafirmando os valores que traz na sua origem, a Odebrecht está se reerguendo de forma sólida e sustentável”.

    Nome: João Victor Adorno Haidamus. Idade: 24 anos. Negócio: OEC – São Paulo. Área: Jurídico. Tempo de casa: 3 anos

    Que inteligência e saberes serão valorizados neste futuro? Como os profissionais farão para aprender estas e novas habilidades?
    “Em um futuro próximo, acredito haverá um movimento de disruptura com modelos de trabalho e ensino acessíveis em ambientes remotos e virtuais, com adequação de cada programa a cada realidade apresentada”.

    Nome: Camila Mercuri. Idade: 22 anos. Negócio: Braskem – Bahia

    O que precisamos parar de fazer, continuar fazendo e começar a fazer?
    “Pensando de forma transformadora, acredito que deveríamos parar pensar em nossos programas de forma individualizada. Deveríamos continuar olhando para um horizonte amplo, com a criação de uma visão de futuro e não necessariamente a visão de um negócio. E, por fim, poderíamos mapear e desenvolver sinergias entre as habilidades das pessoas e processos de trabalho”.

    Mais fotos do encontro:

    Conversa com líderes – Olga Pontes, R-Conformidade e Marcelo Lyra, RAF Comunicação e Sustentabilidade, participam de mesa redonda respondendo a perguntas sobre conformidade, estratégia de comunicação e trajetória reputacional da Odebrecht

     

    Raj Rani, da Cia de Talentos, conduz a dinâmica para contribuições dos jovens na construção do propósito e visão de futuro do Grupo

     

    Halina Matos, da Cia de Talentos, fala sobre tendências

     

     

    Nenhum Comentário

    Quer saber mais sobre
    algum assunto?

    Clique aqui e deixe sua sugestão
    para o próximo post!

    Notícias Relacionadas

    +
    0

    No final do ano passado, durante encontro que reuniu representantes dos acionistas, conselheiros da Odebrecht S.A. e dos Negócios,...

    15 de Fevereiro de 2019
    +
    2

    “Há uma grande expectativa para que o Brasil passe a viver um novo ciclo de crescimento. Essa visão é...

    21 de Janeiro de 2019
    +
    0

    Fonte: Aline Bronzati e Cristiane Barbieri, especial para o Broadcast     São Paulo, 18/01/2019 – Antes de ser...

    21 de Janeiro de 2019
    +
    0

    A Odebrecht e a Braskem estão entre as empresas mais amadas no Brasil, segundo ranking publicado no dia 16...

    17 de Janeiro de 2019