Idioma:

  • Odebrecht Agroindustrial é selo ouro em emissão de gases GEE

    DATA: 24/08/2017

    Publicado por: Atvos

    Além de tornar mais transparente o seu inventário de emissões, empresa reduziu impactos ambientais em último comparativo

     

    A produção de energia a partir da cana-de-açúcar traz inúmeras vantagens ambientais quando a comparamos com a energia que vem dos combustíveis fósseis. Na Odebrecht Agroindustrial – que além de etanol e energia elétrica também produz açúcar –, essa percepção está no DNA da empresa: ao ter como matéria-prima uma fonte renovável e ao adota medidas para reduzir o impacto da sua atuação, como a reutilização de áreas degradadas e a colheita 100% mecanizada.

     

    Um reconhecimento agrega ao portfólio da Agro a certeza de que ela está no caminho certo. Em agosto, a empresa conquistou pela primeira vez o Selo Ouro do Programa Brasileiro GHG Protocol, plataforma de registro de inventários de gases de efeito estufa (GEE) liderada pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

     

    São reconhecidas com o Selo Ouro as empresas cujos inventários são verificados por auditoria externa. Neste ano, 74 empresas brasileiras estão nessa categoria. “Esse reconhecimento reforça nosso compromisso com a transparência diante de um assunto tão relevante para nosso Negócio, que é a atuação ambiental responsável”, avalia Mônica Alcântara, responsável por Sustentabilidade na Odebrecht Agroindustrial.

     

    Menos emissões

    As emissões da empresa em 2016 somaram 630,7 mil toneladas CO2e, redução de 1,5% na comparação com o ano anterior. O resultado reflete, principalmente, a otimização do consumo de diesel nas operações das Unidades Agroindustriais.

     

    Outro impacto positivo da atuação da Agro foi a exportação recorde de energia elétrica a partir da biomassa. No ano passado, foram comercializados para a rede do Sistema Interligado Nacional (SIN) 2,2 mil GWh de energia, o que representa 1,4 milhão de toneladas de CO2 não emitidas na atmosfera. “Contribuímos efetivamente para o aumento de oferta de energia renovável no país, em linha com as metas brasileiras para cumprimento do Acordo de Paris”, finaliza Mônica Alcântara.

     

    A empresa do Grupo Odebrecht publica desde 2015 seu inventário de emissões de GEE de acordo com metodologia do GHG Protocol. O inventário de 2016 foi auditado pela empresa BSI Brasil. Acesse!

    Nenhum Comentário

    Quer saber mais sobre
    algum assunto?

    Clique aqui e deixe sua sugestão
    para o próximo post!

    Notícias Relacionadas

    +
    0

    Troca de experiências entre profissionais e comunidade acadêmica incentivará o ganho de produtividade para o negócio O Polo Araguaia,...

    24 de Junho de 2019
    +
    0

    A Atvos, segunda maior produtora de etanol do país, entrou, no dia 29 de maio, com pedido de recuperação...

    05 de Junho de 2019
    +
    0

    Com o objetivo de promover o diálogo sobre o tema “equidade de gênero e a inserção da mulher no...

    12 de Março de 2019
    +
    0

    A Atvos finalizou a primeira venda no Brasil de certificados de energia renovável de biomassa, os chamados I-RECs (International...

    05 de Fevereiro de 2019