Idioma:

  • OEC conquista contrato para construção do BRT de Belém, no Pará

    DATA: 04/05/2018

    Publicado por: OEC

    A Odebrecht Engenharia & Construção venceu hoje, 04/05/2018, a licitação pública do governo do Pará para a construção de um Sistema Troncal de Ônibus da Região Metropolitana de Belém, no Pará. Com 10,8 quilômetros, o sistema irá disponibilizar um serviço de transporte público que atenderá cerca de 1 milhão de pessoas passando por municípios no entorno da rodovia BR-316: Belém, Benevides, Santa Bárbara do Pará, Santa Izabel do Pará, Ananindeua e Marituba. O funcionamento do chamado Corredor BR-316 será integrado ao sistema BRT (Bus Rapid Transit) de Belém, que está sendo construído pela Prefeitura dentro dos limites da capital paraense.

    Orçada em R$ 384,6 milhões, custo 26,5% inferior ao definido em edital, a obra contará com recursos da agência de fomento japonesa JICA (Japan International Cooperation Agency), por meio do programa Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA). A OEC concorreu com outros sete grupos empresariais, entre espanhóis, portugueses e chineses, em um processo de licitação com duas etapas: a primeira incluía proposta técnica, qualificação técnica e habilitação. A segunda fase compreendeu a proposta comercial, na qual a empresa apresentou menor preço entre as concorrentes.

    “O processo de licitação foi conduzido de acordo com as premissas de conformidade (Compliance) que temos praticado. Vale destacar a consistência de todo o projeto apresentado no edital, desde a definição de fonte de recursos para as obras, assim como a elaboração do projeto executivo pelo banco financiador”, afirma José Eduardo de Sousa Quintella, DR Brasil, da OEC.

    A infraestrutura física do sistema integrado de transporte por ônibus contará com:
    – Corredores exclusivos para ônibus em pavimento rígido;
    – Requalificação urbana da BR-316 com três faixas em cada sentido;
    – Implantação de ciclovias e 11 passarelas de pedestres.
    – Construção de dois terminais de integração;
    – Treze estações de passageiros;
    – Duas passagens inferiores com dois túneis em cada uma; e
    – Um complexo de viadutos.

    Contempla ainda, a implantação de um novo sistema de drenagem de águas pluviais em todo o trecho e a construção do Centro de Controle Operacional (CCO) do serviço de ônibus e terminais. A expectativa é que a obra tenha início ainda em 2018 e duração de cerca de 20 meses. A construção deverá gerar de cerca de 1.000 empregos com mão de obra majoritariamente local.

    Nenhum Comentário

    Quer saber mais sobre
    algum assunto?

    Clique aqui e deixe sua sugestão
    para o próximo post!

    Notícias Relacionadas

    +
    0
    OEC

    Pela primeira vez na história Angola vai exportar etanol de alta qualidade para a Europa. O fato será possível...

    08 de Abril de 2019
    +
    0
    OEC

    A terceira e última unidade geradora da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, localizada no rio Iguaçu, no Paraná, entrou em operação no dia...

    27 de Março de 2019
    +
    0
    OEC

    A Unidade I da Termelétrica Punta Catalina, na República Dominicana, foi sincronizada e começou a injetar 36,5 megawatts (MW) no sistema...

    01 de Março de 2019
    +
    0
    OEC

    Depois de dois acordos preparatórios assinados nos últimos anos, a Odebrecht e o Estado peruano formalizaram na sexta-feira, 15...

    18 de Fevereiro de 2019